segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Criador

nenhum bicho
me fascina mais
que o homem

essa espécie
com capacidade rara
de criar tudo

arranha-céu que arranha o céu
avião de toneladas
cirurgia para consertar cara
peito
bunda

mas o que mais
me fascina
no homem
é seu talento
de criar abismos
em espaço minúsculos

como nos vãos
entre abraços 
supostamente
apertados

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Ecdise

a quem insiste
em reencontros
saiba
que em mim
nada
reencontraria

transformo
transmuto
troco de pele

não sou mais
aquele eu

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Porão

entro
em mim

desço
dois lances
escuros
de escada

viro
à direita

dou de cara
com o porão
esquecido
no fundo
do peito

porão sem leito
onde deito
na poeira
das lembranças

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Urgência

debaixo
da pele fina
o sangue corre
com pressa
de você

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Brisa

passo
por entre
frestas
e fendas
e vãos

sou brisa
que entra
querendo
assentar

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Esconde-esconde

não sei
me esconder

você sempre
me encontra
encolhida
e meio torta
entre suas artérias
veia cava
e aorta

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Aluga-se

mudo
de casa
troco
de bairro
e fechaduras

de nada
adianta

você insiste
em lembrar
meus antigos
segredos