segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Brisa

passo
por entre
frestas
e fendas
e vãos

sou brisa
que entra
querendo
assentar

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Esconde-esconde

não sei
me esconder

você sempre
me encontra
encolhida
e meio torta
entre suas artérias
veia cava
e aorta

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Aluga-se

mudo
de casa
troco
de bairro
e fechaduras

de nada
adianta

você insiste
em lembrar
meus antigos
segredos

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Digestão

desafino
no tom
engasgo
e engulo
frases
que ensaio
- no espelho
na rua
no trem -

digiro
o que era
dirigido
para você

domingo, 27 de agosto de 2017

Reciclável

coloco você
entre cascas
e talos
e papeis molhados

sufoco tudo
no plástico
e descarto
no lixo

lembranças suas
insistem
em retornar

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Contorno

contorno
você
com a ponta 
dos dedos

faço
uma moldura
do seu corpo

penduro você
na imaginação

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Destroços

entre discos
e taças
e fotos
guardo
alguns destroços

dou nomes
a eles

tiro pó
passo pano
cuido
tão bem
que nem pareço
quem
um dia esteve
sob escombros