quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Palco


a mim
não cabe
o palco

nasci
pra viver miúdo
enxergar
o que há no vão
na palma da mão
no miolo do pão

viver à margem
mergulhar na lágrima
explorar o poro
dissecar a dor

a mim
não cabe
palco
nem palanque

respeito menos
o aplauso
que o silêncio

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Voo


se um dia
a gente
despertasse
e quisesse
voar

a gente
cairia

no chão
na rede
na real
de que
a gente
não sabe mais
o que é
liberdade

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Traje

todos os dias
todo mundo
escolhe uma roupa
pra sair
trabalhar
visitar
resolver
comprar
amar
mentir
trair

todos os dias
todo mundo
escolhe uma roupa
e nem pensa
que este
pode ser
o último traje
antes
de alguma tragédia


segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Criador

nenhum bicho
me fascina mais
que o homem

essa espécie
com capacidade rara
de criar tudo

arranha-céu que arranha o céu
avião de toneladas
cirurgia para consertar cara
peito
bunda

mas o que mais
me fascina
no homem
é seu talento
de criar abismos
em espaço minúsculos

como nos vãos
entre abraços 
supostamente
apertados

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Ecdise

a quem insiste
em reencontros
saiba
que em mim
nada
reencontraria

transformo
transmuto
troco de pele

não sou mais
aquele eu

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Porão

entro
em mim

desço
dois lances
escuros
de escada

viro
à direita

dou de cara
com o porão
esquecido
no fundo
do peito

porão sem leito
onde deito
na poeira
das lembranças

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Urgência

debaixo
da pele fina
o sangue corre
com pressa
de você